eleições-2016

22 jan Eleições 2016: Pros tenta recuperar força no Ceará

Depois do baque com a saída dos irmãos Ferreira Gomes e parte dos prefeitos e vereadores que trocaram a legenda para seguir Ciro e Cid Gomes, o Pros está buscando fortalecimento nos municípios cearenses para disputar o pleito deste ano. “Estamos preservando a musculatura do partido. Nos municípios, onde existiu a migração para outros partidos, estamos filiando ex-lideranças ou novas lideranças. O partido está com fôlego novo. O partido quer apresentar grandes nomes ou novos nomes para este novo desenho da política. A política esta carente de novos nomes que defendam, principalmente, a bandeira da ética”, ressalta o presidente regional do Pros, Leandro Vasques.
Ele frisou que o grupo tem “total condição” de apresentar candidaturas próprias, entretanto afina “parcerias” no interior do Estado. Segundo Vasques, o Pros deve ter candidatos para prefeito e vereadores em todos os municípios nos quais possui organização, o que inclui Fortaleza.

Atualmente, o partido, que já foi o maior e mais forte do Estado já no início de sua fundação, possui 10 deputados estaduais; 119 vereadores (sendo seis deles com assento na Câmara Municipal de Fortaleza); quatro deputados federais; e mais de 40 prefeitos.

Baixa
No ano passado, o prefeito Roberto Cláudio e outros 65 gestores, além de vereadores, do interior do Estado migraram do Pros para o PDT, de olho nas eleições municipais. Nos bastidores, os deputados dizem esperar emenda à Constituição que abre uma janela para a migração partidária de deputados e vereadores sem o risco de perda de mandato, que deve provocar um intenso vai e vem de políticos nos próximos meses. A dúvida é quanto ao mês da troca, mas deve ocorrer em abril, para se ajustar ao calendário eleitoral.
Sobre o assunto, Vasques afirma que tem dialogado com todos os 119 vereadores da legenda no Estado, para evitar a desfiliação em massa. Contudo, afirmou que vem recebendo sinalizações de algumas lideranças que têm interesse de migrar para a legenda.  “Temos mais de 119 vereadores, mas estamos contando com novas adesões. Alguns candidatos de outros partidos já sinalizam interesse de migrar para o Pros. Teremos novidades”, disse.

Criatividade
Vasques disse, ainda, que a legenda está preparada para as novas regras vigentes para eleição de 2016, dentre elas a proibição de doações de empresas para campanhas eleitorais. Segundo ele, a disputa deste ano será marcada pela criatividade. E adiantou que a sigla fará reuniões com seus pretensos candidatos para orientar sobre o assunto. Entretanto, conforme ele, o setor jurídico do partido já está elaborando sugestões a serem apresentadas.
“O que irá prevalecer é a criatividade. Vamos investir pesado no marketing. Vamos disponibilizar aos candidatos um aparelho de comunicação forte e atualizado”, revelou, acrescentando que “aquele candidato sem grandes recursos financeiros, mas que é um candidato popular, terá grandes chances na eleição tanto na Capital quanto no Interior. Acho que essa eleição não prevalecerá o apoio ou padrinho politico. Será uma campanha que será alimentada mais pela popularidade do candidato”.

Fonte: O Estado.

 

Sem comentários

Adicione um comentário