16684029_1850321088515735_3481935861600013149_n

09 fev Na base de Temer, Sabino coordenará bancada cearense

O deputado federal Cabo Sabino foi escolhido ontem, por unanimidade, como o novo coordenador da bancada federal do Ceará. Na vice coordenadorias ficaram os deputados José Airton (PT) e Odorico Monteiro (PROS). A bancada cearense tem 22 deputados federais e três senadores.
Os nomes dos novos coordenadores foram definidos em reunião na manhã de ontem. Anteriormente, a função era exercida pelo deputado José Airton Cirilo.
Sabino, que é membro da base aliada do presidente Michel Temer (PMDB), promete favorecer o diálogo entre Executivo e o estado do Ceará. Desde o ano passado, o parlamentar já era apontado como novo líder da bancada cearense em Brasília.
Cabe ao coordenador articular o funcionamento da bancada na defesa de projetos de interesse do Estado.

Emendas
À imprensa após a reunião, o deputado disse que trabalhará na aceleração da liberação de emendas parlamentares, tais como emendas impositivas. “Buscarei, em breve, agendar com o presidente Michel Temer, uma reunião com a bancada, para tentar acelerar esses recursos que já estão liberados”, adiantou.
Ao todo são R$ 269 milhões de reais em emendas impositivas para este ano, sendo R$ 112 milhões serão destinados à saúde, R$ 112 milhões para combate à seca, além de R$ 35 milhões para a drenagem do Porto do Mucuripe e R$ 10 milhões para a Fiocruz. As emendas já foram aprovadas no Orçamento da União para 2017 e aguardam liberação.
Cabo Sabino está em seu primeiro mandato. Foi eleito em 2014 com mais de 120 mil votos, após campanha casada com a do atual deputado estadual Capitão Wagner (PR). O parlamentar tem seu mandato voltado para temas ligados à segurança pública.

Comissões
Além de coordenar a bancada cearense, em Brasília, o parlamentar também será titular nas comissões especiais da reforma da previdência e trabalhista. A indicação foi confirmada pelo PR. As comissões vão debater e analisar o mérito da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287, que trata da reforma da Previdência Social, enviada à Câmara no final do ano passado pelo Governo, como também as mudanças na reforma trabalhista propostas no Projeto de Lei do Executivo (PL) 6.788/16. Cada uma delas será formada por 37 deputados titulares e igual número de suplentes.
A instalação das duas comissões e a respectiva eleição dos presidentes e vices ocorrerá na tarde de hoje (9). Os relatores das duas propostas serão indicados pelos presidentes dos colegiados, mediante acordo firmado entre os partidos. As legendas já definiram que caberá ao deputado Carlos Marun (PMDB-MS) presidir a comissão que vai cuidar da reforma da Previdência e a relatoria ficará com o deputado Arthur de Oliveira Maia (PPS-BA). Em relação à reforma trabalhista, a expectativa é de que relatoria deverá ficar com o Rogério Marinho (PSDB-RN). A presidência ainda não está definida.

 

Fonte : O Estado

 

Sem comentários

Adicione um comentário